Quero minhas palavras de volta!

Às vezes as palavras demoram no peito estufado, dançam nas ondas do dia, sempre buscando algo motivador ou alguma incoerência poética. Culpo os dias quentes que fervem meus miolos e me afundam na correria urbana, sem tempo para a poesia ou para um olhar mais apurado. Culpo a televisão que cega quando chego cansada em casa depois de um dia inteiro de labuta e esforço desprendido em vão. Inútil porque me traz meu aluguel pago, mas não liga a mínima para os possíveis sonhos que posso ter.

Meu corpo é uma máquina burocrática assalariada de trabalho. Não reclamo, tenho um teto. Mas quero as estrelas que ainda insistem em me olhar de cima. Eu ainda tenho estrelas no teto e ainda tenho poemas no chão.

Quero minhas palavras de volta!

Anúncios

Sobre Andreza

Jornalista, tradutora, escritora, sonhadora, dona de casa sem uma casa, irmã caçula e péssima em encontrar uma harmonia com teclados de configurações diferentes. Gosta de ler em demasia, mas a miopia não ajuda. Gosta de escrever com moderação, as palavras precisam ser digeridas.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s